6 passos para ganhar dinheiro com cosmeticos naturais

Corantes Naturais para Cosméticos: Tudo que Você Precisa Saber Sobre Eles

Iniciantes e veteranos no ramo da saboaria artesanal estão sempre em busca de ideias e formas para fazer um produto caseiro, de qualidade e, de preferência, natural, não é verdade?

Pois saiba que os corantes naturais são uma ótima opção para conseguir esse feito, já que substituem de forma magnífica as matérias-primas sintéticas.

Por isso, preparamos este guia completo sobre corantes naturais! Assim você aprenderá a produzir cosméticos visualmente bonitos e com propriedades que podem trazer excelentes benefícios para a pele. Confira!

Veja também
Conservantes Naturais para Cosméticos: Como Escolher a Melhor Opção?
Cosmetologia Natural: Guia Definitivamente Completo para Iniciantes

Por que utilizar corantes naturais na produção de cosméticos?

Como o próprio nome sugere, todo corante tem como finalidade dar ou alterar a cor de um produto. Os corantes naturais, embora não fujam a essa regra, podem ir além dessa mera função.

Curso de Cosméticos Naturais
6 passos para ganhar dinheiro com cosmeticos naturais

Alguns deles, ao serem utilizados na produção de cosméticos, podem oferecer inúmeros benefícios, como, por exemplo, a capacidade de esfoliar, revigorar e acalmar a pele.

Eles podem ser provenientes de plantas, animais ou minerais. Alguns exemplos são: leite, flores, ervas, raízes, algas, vegetais, frutas, argilas e sementes. 

É importante que você saiba, no entanto, que, ao utilizar os corantes naturais, seus sabonetes não terão tons tão fortes quanto os industrializados.

Isso porque esses últimos são artificialmente coloridos. Os naturais, em contrapartida, além de não serem fortes, podem desbotar com o passar do tempo.

E nem todos eles são resistentes à soda, que é comumente utilizada na saboaria artesanal, o que pode deixar o sabonete com uma cor diferente daquela esperada.

Curso de Cosméticos Naturais
6 passos para ganhar dinheiro com cosmeticos naturais

Mas, sem dúvidas, com eles você conseguirá cores suaves e, como já dissemos, sabonetes de muita qualidade. Por isso, vale à pena investir ou pelo menos experimentar essa produção 100% natural. 

E, por falar em experimentar, saiba que é somente com a experiência que você conhecerá e descobrirá quais são os resultados de cada tipo de corante natural.

Como aplicar os corantes naturais na saboaria artesanal?

Agora é hora de descobrir como dar cor, de forma natural, aos seus sabonetes. Basicamente você conseguirá extrair a cor da planta ou do mineral escolhido adicionando-os aos:

  • Óleos líquidos: pode ser tanto por uma adição comum como através da infusão. Nessa última opção, você tanto pode deixar a planta ou o mineral em infusão por duas a quatro semanas, em temperatura ambiente e sendo necessário agitar o recipiente todos os dias, quanto pode aquecer a substância até que a cor natural do corante seja liberada no óleo;
  • Trace: no momento em que a mistura de óleos e soda chegarem ao ponto ideal, adicione o corante natural;
  • Água: faça um chá por infusão e, depois de ter esfriado, adicione-o à soda.

Você ainda pode utilizar a forma triturada desses elementos, ou seja, em pó. Nesse caso, será necessário fazer a infusão com água ou, em outros casos, dissolver o pó nos óleos.

Se quiser adicioná-lo diretamente à massa, faça isso um pouco antes do trace. 

Conheça alguns tipos de corantes

Curso de Cosméticos Naturais
6 passos para ganhar dinheiro com cosmeticos naturais

Conheça alguns tipos de corantes naturais que podem ser utilizados na saboaria artesanal. Saiba, também, as cores resultantes de seu uso:

  • Amarelo: açafrão, calêndula, camomila, cúrcuma, curry, gengibre, mostarda, páprica, purê de abóbora, purê de manga, pólen, raiz de lírio, suco de cenoura e urucum (macerado em óleo). 
  • Azul/Violeta: bagas de cipreste, flor de lírio azul, pó de inhame, raiz de borragem e índigo.
  • Bege: chá preto, casca de cebola comum e leite. 
  • Laranja: páprica (macerado em óleo), cúrcuma, cenoura (suco, cozida, seca no forno ou macerado de cenoura triturada), purê de abóbora, purê de manga e urucum (macerado em óleo). 
  • Marrom: cacau, café, cravo, noz-moscada, cascas de nozes, canela, henna, cera de abelha mel, açúcar torrado e raiz de beterraba. 
  • Preto/Cinza: borra de café, carvão ativado, argila cinza, barro e sementes de gergelim preto.
  • Verde: abacate, aloe vera com casca, alfafa, argila verde, chá verde, clorofila, dente de leão, espinafre (cozido), estévia, hortelã, menta, purê de pepino, salsa, sálvia, spirulina e urtiga.
  • Vermelho/Rosa: argila rosa, argila vermelha marroquina, sândalo, raiz de borragem, raiz de rúbia tinctória, flor de begônia vermelha e urucum.
  • Roxo: flor de violetas, flor roxa da íris, flor de lavanda, raiz de borragem (macerado em óleo), casca de nozes preta, hibisco e sândalo vermelho.

Essas são algumas opções de corantes naturais. Mas será apenas na prática que você descobrirá a mágica de cada um deles. Só não deixe de utilizá-los, pois muitos deles possuem benefícios incríveis para a pele!

Conta pra gente nos comentários se você gostou dessas dicas e pretende comercializar os sabonetes naturais ou fazê-los para uso próprio.

Veja também
Máscara de Açafrão: Receitas Simples e Perfeitas para sua Pele
Cosméticos Naturais, Artesanais e Veganos: Qual é a Diferença?

6 passos para ganhar dinheiro com cosmeticos naturais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *