Receita Caseira para Espinha

Receita Caseira para Espinha: 15 Tratamentos Fáceis de Fazer

Quem nunca sofreu com o surgimento de uma terrível espinha ou com as marcas que ela pode deixar na pele? 

Um problema muito presente na adolescência, as espinhas podem acabar acompanhando muitas pessoas na vida adulta, seja com o surgimento de novas acnes ou com as cicatrizes deixadas por elas.

Para quem não quer gastar muito dinheiro com cosméticos para esse fim, uma boa receita caseira para espinha pode ser a solução!

Se você é uma dessas pessoas que quer resolver o problema das espinhas, mas não quer ou não pode investir muito, está no lugar certo. Confira as dicas que preparamos para você!

Veja também
Sabonete de Enxofre para Espinhas – Aprenda Como Fazer
Como Fazer Sabonete de Argila Preta para Pele Madura ou Oleosa

15 Receitas caseiras no tratamento das espinhas

Separamos várias receitas que podem ser feitas em casa e com matérias-primas bem fáceis de serem encontradas, muitas delas podem estar no seu próprio quintal ou na sua dispensa!

Demais, não é? Acompanhe a seguir as dicas.

1. Óleo de coco

Com propriedades anti-inflamatórias, o óleo de coco pode agir diretamente no processo inflamatório das glândulas que causam a acne.

Ele ainda pode ajudar no tratamento das manchas, já que possui um efeito umectante capaz de acalmar a pele. Além disso, ele também regula os hormônios da testosterona, o que acarreta uma melhora das acnes. 

Você pode, ainda, utilizá-lo na limpeza facial, pois ele elimina as impurezas que atrapalham a respiração da pele. Depois de aplicá-lo ao rosto, enxague bem para não deixar resquícios de oleosidade na sua pele. 

Uma receita para quem quiser potencializar os efeitos do óleo de coco é acrescentar o bicarbonato de sódio. Ele atua no pH, equilibrando a acidez da pele.

Para isso, misture 1 colher de chá de bicarbonato de sódio em 2 colheres de óleo de coco para esfoliar a pele. Então, basta aplicar no rosto!

2. Aloe vera

Embora não seja capaz de evitar as ocorrências das espinhas, a famosa babosa pode ser uma ótima aliada no tratamento caseiro para combater as marcas e cicatrizes provenientes dessas inflamações.

O gel que ela produz ajuda na cicatrização e alivia o inchaço e a inflamação. Você pode passá-lo no rosto uma ou duas vezes ao dia. 

3. Óleo de jojoba

Esse óleo vegetal é ideal para hidratar e equilibrar a oleosidade da pele sem obstruir os poros. É uma ótima opção para quem tem a pele mista com espinhas.

4. Cebola e vinagre de maçã

Uma receitinha básica com cebola e vinagre de maçã pode ser um excelente tratamento para a pele com espinhas.

Enquanto o vinagre de maçã mata as bactérias que podem estar causando as acnes, retira o excesso de oleosidade da pele e pode clarear as manchas, a cebola auxilia no processo com a sua propriedade antibactericida. 

5. Chá verde

O chá verde tem propriedades antioxidantes, adstringente e anti-inflamatórias, o que reduz a quantidade de óleo da pele, a inflamação e o crescimento de bactérias.

Você pode aplicá-lo diretamente ao rosto com um algodão ou ingeri-lo, para que o corpo absorva as propriedades e atue, a longo prazo, na resolução do problema. 

6. Receita caseira para espinha com arroz

Você deve estar achando estranho, não é? Mas é isso mesmo que você leu! O arroz pode ajudar muito ao combate às espinhas, pois possui ação anti-inflamatória, refrescante além de melhorar a circulação sanguínea.

Para aplicá-lo ao rosto, você precisa fazer uma máscara. Confira a receitinha:

Modo de fazer

1. Cozinhe bem o arroz, de forma que ele fique empapado;

2. Acrescente mel;

3. Aplique sobre a pele e deixe agir por 15 minutos;

4. Enxágue com água e sabonete;

Você pode fazer esse procedimento duas vezes por semana!

7. Tomate, limão e abacate

Essas frutas podem ajudar a secar as espinhas, já que ajudam a limpar a pele e eliminar as bactérias.

Uma outra propriedade que elas têm que ajudam a controlar a acne e a revitalizar a pele é a vitamina C. 

8. Receita caseira para espinha com clara de ovo

A clara de ovo é rica em proteínas e colágenos, que contribuem para a regeneração da pele e das manchas. Antes de aplicá-la, lave o rosto com água morna para abrir os poros. 

9. Pepino e açúcar

Uma máscara de pepino e açúcar pode ser a receita que a sua pele estava precisando!

Enquanto o pepino é rico em vitaminas e atua no clareamento da pele, aliviando manchas e cicatrizes provenientes das acnes, o açúcar promove a esfoliação, que remove a oleosidade da pele.

10. Hortelã

Se você tiver hortelã em seu quintal, pode começar a usá-la no seu rosto! Ela alivia as coceiras, o que evita o aumento dos machucados e cicatrizes na pele, e tem ação calmante e anti-inflamatória.

Para esse tratamento, basta fazer o chá de hortelã e lavar o seu rosto diariamente com ele. 

11. Batata

As vitaminas B e C da batata podem ajudar no combate às espinhas, já que que regulam o colágeno, amenizam os danos da pele e regeneram as células.

Para usá-la, basta cortá-la em tiras e passar seu suco na pele. Depois é só enxaguar. 

12. Azeite

O azeite possui antioxidantes e vitaminas E e K, que auxiliam no rejuvenescimento da pele, principalmente nas áreas danificadas. Por isso ele pode ajudar a diminuir as manchas e cicatrizes da pele. 

13. Mamão 

O mamão papaya remove as células mortas da pele e o excesso de lipídios. Além disso, ele contém uma enzima que reduz e evita a inflamação e a formação de pus das espinhas. 

14. Canela e aveia

A união da canela e aveia pode render bons frutos para a sua pele. Enquanto a canela tem propriedades antimicrobianas, a aveia é rica em fibras e zinco. Juntas elas podem ser eficazes no combate às espinhas. 

15. Receita caseira para espinha com sabonete natural

Além de todas essas receitas, saiba que é muito importante manter um tratamento paralelo com o uso de sabonetes próprios para o rosto e específicos para peles com acnes.

E o melhor de tudo é que você pode fazer o seu e de forma natural!

Por isso confira neste artigo algumas receitas de sabonetes para pele oleosa com ingredientes naturais.

E então, já sabe qual receita caseira para espinha você fará primeiro? Conta pra gente e não se esqueça de deixar suas dúvidas e sugestões nos comentários!

Veja também
9 Tipos de Argila e Seus Benefícios Para a Pele
Melhores Óleos Essenciais para Pele Oleosa

13 Modelos Sabonetes Decorados para Vender no Natal + Receita

Uma ótima opção de presente para o Natal são sabonetes decorados. Além de bonitos e cheirosos, também podem ter propriedades benéficas de plantas e ervas na composição.

Com tantas qualidades, não é de se surpreender que muita gente os considere uma maneira legal de presentear. Desse modo, para quem produz, é também uma oportunidade boa de produzir para vender.

Vamos te mostrar uma receita bem prática e alguns modelos para você ter uma ideia das possibilidades que te esperam.

Veja também:
22 Kits de Cosméticos Naturais para Presentear no Natal
Sabonete para Presente: 3 Receitas Criativas para o Natal

Passo a Passo

É uma receita que não levará muito tempo e o processo é bem básico. Rapidamente você já terá alguns prontos para vender e distribuir. Claro, para você mesma usar e decorar seu Natal, também!

Você precisará dos seguintes ingredientes:

  • Confeitos decorativos para bolo no formato de pequenas bolas
  • 500g de base glicerinada branca
  • 30ml de lauril (caso queira que dê mais espuma)
  • 6 a 7 gotas do óleo essencial de sua escolha
  • Corante (caso queira outra cor)
  • Moldes

Idealmente, o melhor jeito de derreter a base glicerinada é uma panela esmaltada e um fogão elétrico. Caso use o fogão convencional, prefira o fogo médio para baixo.

Modo de preparo:

  1. Prepare os moldes com o confeito. Coloque uma camada fina deles no fundo do molde apenas para dar alguns detalhes coloridos.
  2. Derreta a base sempre mexendo-a.
  3. Com o fogo desligado, deixe a base derretida esfriar um pouco. Em seguida misture o óleo essencial e o corante e lauril se for o caso.
  4. Despeje apenas um pouco nos moldes a princípio, apenas para aquecer um pouco dos confeitos. Depois preencha os moldes.
  5. Deixe endurecer por 24hrs em um local seco e limpo ou na geladeira caso queira que endureça mais rápido.
  6. Pronto! Agora desenforme e embale e seus sabonetes decorados estão prontos!

Use corantes específicos para cosméticos, nunca os alimentícios. Você pode variar nas bases glicerinadas, mas é sempre uma boa ideia harmonizar o corante com o perfume, seja ele artificial ou de um óleo essencial.

Modelos de Sabonetes Decorados

Bem tranquilo de produzir, não é mesmo? Com essa mesma receita você pode produzir inúmeros sabonetes, esta é apenas uma das possibilidades! Por isso, vamos te mostrar mais alguns modelos para que você pense em como criará os seus para vender.

1 – Sabonete de Árvores e Embrulhos

2 – Sabonete de Torta

3 – Sabonete de Coração em Decoupage

4 – Sabonete com Embrulho Rústico

5 – Sabonete com Floco de Neve

6 – Sabonete nas Cores do Natal

7 – Sabonetes Decorativos de Árvores com Purpurina

8 – Sabonetes de Neve e Gelo

9 – Outros moldes de embrulhos e árvores

10 – Sabonetes de Bala

11 – Sabonete com Embrulho de Bengala Doce

12 – Sabonete de Bengala Doce

13 – Sabonete de Árvore

Como você pode ver, a decoração dos sabonetes em muitos casos se encaixa com a embalagem. É sempre interessante pensar nelas, especialmente quando se quiser dar mais detalhes para a peça.

Do mesmo modo, é possível fazer sabonetes decorados que se destacam tanto que dispensam embalagens muito trabalhadas. O importante é que agora é um ótimo momento para vendê-los, agregando uma renda extra para você e um Natal mais decorado e cheiroso para os outros.

Conte para gente nos comentários quais sabonetes você pretende fazer para vender!

Veja também:
33 Modelos de Embalagem para Sabonete Artesanal
Lembrancinha de Sabonete: 43 Ideias e Receitas para Copiar

Óleos essenciais para pele seca

6 Melhores Óleos Essenciais para Pele Seca

Para quem gosta de cuidar da pele com produtos naturais, uma ótima opção são os óleos essenciais, pois eles tem ativos excelentes.

Por isso, hoje vamos mostrar quais são os principais óleos essenciais para pele seca, suas propriedades e qual é a melhor forma de uso.

As informações a seguir são importantíssimas para você que tem esse tipo de pele ou se pretende produzir cosméticos naturais para a venda. Confira o que preparamos para você!

Veja também:
9 Melhores Óleos Essenciais para Pele Oleosa
Como Fazer Óleo de Alecrim Caseiro para Pele e Cabelo

Tipos de óleos essenciais para pele seca

Ao contrário das essências, que apenas dão cheiro, os óleos essenciais são concentrados em compostos naturais – extraídos pela técnica de destilação a vapor ou prensagem a frio. Quando o assunto é a saúde da pele, suas especificidades e finalidades são enormes.

1. Camomila Romana

Além de ser ótimo para a hidratação de peles secas, o óleo essencial de camomila romana é ótimo para dermatites, inflamações, inchaços, alergias, acnes e queimaduras de fundo emocional. 

2. Copaíba Bálsamo

Esse óleo essencial auxilia no rejuvenescimento da pele e, é claro, na hidratação. Ele também pode ser um aliado no tratamento de psoríase e de lábios rachados.

3. Gerânio

São muitos os benefícios desse óleo. Além de ser ideal para pele seca e melhorar o tônus, a cor e o brilho natural da pele, ele é eficiente na redução de manchas de envelhecimento e cicatrizes.

É antioxidante, o que melhora a elasticidade da pele e previne o surgimento de rugas, sinais e linhas de expressão. Estimula, ainda, a circulação sanguínea, o que contribui para a saúde em geral.

4. Lavanda

O óleo essencial de lavanda atua na regeneração da pele, no combate à dermatites e eczemas e no tratamento da pele com acne, psoríase ou com queimadura.

Ele ainda ajuda a equilibrar a oleosidade tanto das peles ressecadas como das oleosas. Tem propriedade tônica, anti-inflamatória, adstringente, antioxidante e cicatrizante. 

5. Palmarosa

Com suas propriedades antioxidantes e antigenotóxicas, esse óleo pode ser utilizado para regenerar e clarear manchas da pele, sejam elas decorrentes do sol ou da idade.

Ele também acalma os sintomas da psoríase e hidrata as peles secas, já que estimula a secreção natural da oleosidade e ajuda a reter a umidade nos tecidos, mantendo o equilíbrio da hidratação e maciez da pele.

O óleo de palmarosa ainda pode aliviar inflamações, curar feridas e estrias, acalmar e refrescar a pele. 

6. Patchouli

O óleo essencial de patchouli possui propriedades anti-inflamatórias, o que contribui para acalmar inflamações da pele, psoríase, coceira e dermatite.

Contém propriedades hidratantes, e, por isso, é um ótimo aliado no tratamento de pele rachada. Além disso, é cicatrizante e atua no rejuvenescimento da pele.

Como usar os óleos essenciais?

Os óleos essenciais não podem ser aplicados diretamente na pele. Por isso eles precisam ser diluídos. Para a diluição, podem ser usados o mel, álcool de cereais, cremes neutros e óleos vegetais. Essa última opção é uma boa aposta.

Por isso separamos alguns óleos vegetais também indicados para peles secas em que você poderá diluir o seu óleo essencial. Veja só!

  • Óleo de Abacate: é antioxidante e reduz a perda da água pela pele, o que contribui para a hidratação.
  • Óleo de Amêndoas Doces: regenera e firma a pele. Protege a pele contra a desidratação e danos diários. É antioxidante e anti-inflamatório.
  • Óleo de Andiroba: tem ação anti-inflamatória, alivia a coceira e a irritação da pele ressecada, sendo muito indicado como hidratante.
  • Óleo de Buriti: estimula a produção de colágeno e elastina e promove uma hidratação profunda da pele.
  • Óleo de Coco: é cicatrizante, hidratante, antibactericida, antiviral e antifúngico. 
  • Óleo de Jojoba: reforça o manto hidrolipídico da pele, regula as glândulas sebáceas além de tratar eczemas e psoríase.
  • Óleo de Oliva: é regenerador, antioxidante e relipidizante. Além disso, devolve a maciez e a maleabilidade à pele. 
  • Óleo de Rosa Mosqueta: por ter ação regeneradora, pode ser utilizado para atenuar sinais, cicatrizes, peles ressecadas, com acne e desvitalizadas. Confere à pele umectação, elasticidade, proteção, firmeza e maciez. Ideal para peles com descamação e secas.

Receita de sérum facial para pele seca

Se você se interessou em utilizar o óleo essencial unido ao óleo vegetal, aqui vai uma receita bem fácil de se fazer, retirada do site Jardim do Mundo.

Materiais

  • 20 ml de óleo vegetal de buriti;
  • 1 gota de óleo essencial de lavanda; 
  • 1 gota de óleo essencial de palmarosa;
  • 1 frasco de vidro com conta gota.

Modo de preparo

  1. No frasco de vidro, despeje o óleo vegetal de buriti;
  2. Depois pingue as gotas do óleo essencial de palmarosa e de lavanda;
  3. Feche o vidro e o agite com delicadeza para misturar as substâncias.

Está pronto o seu sérum facial para pele seca! Aplique todos os dias após o banho. 

E então, você gostou de descobrir quais são os melhores óleos essenciais para pele seca? Se quiser saber mais sobre óleos essenciais, confira este artigo!

Você já usa alguma das essências que mostramos? Conta para gente nos comentários quais você mais gosta.

Veja também:
Os 9 Melhores Tipos de Óleo Vegetal para Qualquer Tipo de Pele
Óleos Essenciais Fotossensíveis: O Que São e Como Usar Corretamente

Como Fazer Hidratação Caseira com Babosa de Forma Simples

Todo mundo sabe que a babosa é um poderoso aliado da pele e dos cabelos, devido às suas propriedades hidratantes e cicatrizantes.

Além disso ajuda na saúde, brilho dos cabelos e pode ser encontrada facilmente em jardins e mercados.

Você pode ter babosa em casa e retirar as folhas quando quiser. Mas também é possível comprá-la em feiras e lojas de produtos naturais, tanto em folha quanto em polpa.

Veja como fazer uma hidratação caseira com babosa e assim deixar o seu cabelo mais saudável.

Veja também:
3 Receitas de Cosméticos Naturais Incríveis para Fazer em Casa
Como Fazer um Sabonete de Babosa Super Hidratante

A ação da babosa no nosso cabelo

O nosso cabelo, ao contrário do que vemos a olho nu, não é uma superfície lisa. Pelo contrário, ele possui cutículas que ficam mais abertas ou fechadas de acordo com a hidratação.

Quando o cabelo está ressecado, elas ficam abertas e consequentemente, o cabelo aumenta seu volume e fica sem aquele aspecto saudável que queremos.

A babosa ajuda a fechar essas cutículas e melhorar o seu aspecto.

Além disso, é rica em vitaminas A,B,C e E, cálcio, potássio, magnésio e zinco, aminoácidos, enzimas e carboidratos.

Auxiliando em um crescimento capilar mais saudável, previne a queda e também atua no combate às caspas.

Você sabia que a babosa também é utilizada para aliviar queimaduras na pele? Isso acontece pois ela acelera a renovação de células, mas não acontece somente na pele.

Nos cabelos ela atua como regenerador de células e até mesmo como um poderoso protetor solar.

Mas atenção! Não use a babosa como protetor solar na pele quando for tomar sol! Sempre consulte um dermatologista antes.

Hidratando os cabelos com babosa

A hidratação caseira com babosa é feita com o gel que é retirado das suas folhas.

Esse é um processo bem simples, veja só:

  • Remova a folha da planta e retire a parte verde escura;
  • Com a ajuda de uma colher, retire a parte viscosa, o gel e reserve;
  • Você pode também passar a colher na parte interna da folha, para não perder nada!

Para hidratar, o processo também é simples:

  • Bata o gel no liquidificador, se precisar, coloque um pouco de água;
  • Lave o cabelo com o seu shampoo;
  • Se quiser algo mais consistente, misture um pouco do gel com a sua máscara capilar de tratamento. Mas lembre-se: o gel da babosa pode ser utilizado sozinho;
  • Aplique em todo cabelo, no comprimento até às pontas, massageando;
  • Não é recomendado aplicar na raiz, pode causar oleosidade excessiva;
  • Deixe agir por 15 minutos;
  • Lave com água fria para fechar as cutículas;
  • Deixe secar naturalmente ou com o secador;
  • Repita a hidratação a cada semana.

A hidratação caseira com babosa é feita há muitos anos e, mesmo com muitos cosméticos novos, é ainda um dos meios preferidos para deixar os cabelos com aspecto saudável.

O melhor de tudo é que você pode o gel da babosa sozinho, ou junto de outra máscara hidrante, para potencializar os benefícios ao cabelo.

Você já cuidou do seu cabelo com essa planta, o que achou dos resultados? Conte aqui nos comentários!

Veja também:
Como Fazer Shampoo de Babosa: 3 Receitas Naturais
Aprenda como Fazer um Hidratante Caseiro para Queimadura de Sol

Como Fazer Sabonete de Glicerina Vegetal Simples e Rápido

Sabonete decorado com lavanda

Você sabe como fazer sabonete de glicerina vegetal? Tem vontade de aprender a fazer? Sabe quais são as suas propriedades e os seus benefícios para a pele?

Saiba que esse é um ótimo produto artesanal para presentear pessoas queridas e/ou para cuidar da sua própria pele. Neste post você descobrirá todos os benefícios desse tipo de sabonete e aprenderá a produzir o seu em casa, sem complicações.

Confira as dicas e as receitas que separamos para você!

Veja também:
Aprenda como Fazer Sabonete de Rosa Mosqueta Hidratante para o Rosto
Como Fazer um Sabonete de Babosa Super Hidratante

Os benefícios do sabonete de glicerina vegetal

1. O primeiro benefício do sabonete de glicerina é a economia. Deixando de comprar sabonetes industrializados para fazer o seu próprio, você economiza uma graninha.

2. E por falar em grana, um outro benefício desse tipo de sabonete é a comercialização. Você pode fazer uma renda extra vendendo esse cosmético.

3. Os benefícios não param por aí! Ainda existem aqueles relacionados às propriedades do sabonete.

A glicerina vegetal age como:

  • Umectante: mantém a umidade natural da pele.
  • Espessante: contribui para a viscosidade de cremes e loções.
  • Evita alergias.
  • E auxilia na penetrabilidade dos ativos e agentes de limpeza que compõe o sabonete. Isso ajuda na higiene, fazendo com ela seja mais eficiente.

4. Por ganhar em sua composição óleos, manteigas e extratos vegetais, o sabonete de glicerina vegetal promove uma limpeza e hidratação eficientes para a pele.

5. Esse sabonete é ideal para a pele das crianças e para pessoas que possuem a pele mais seca, sensível e com alergias.

6. Para as peles oleosas e com acnes, o sabonete de glicerina pode não ser muito bom devido a sua característica hidratante. Mas é possível balanceá-lo para que pessoas com esse tipo de pele possam utilizá-lo. Uma dica é adicionar alguns princípios ativos, como o ácido salicílico.

3 Receitas para você aprender como fazer sabonete de glicerina vegetal

Sabonete com canela e estrela-de-anis
Casamentos

Agora que você já sabe os benefícios do sabonete de glicerina, com certeza bateu aquela curiosidade para aprender a fazer um, não é mesmo?

Então confira as receitas que separamos para você!

Receita 1

Você vai precisar de:

  • Base de glicerina
  • Óleo de amêndoas
  • Cravo em pó
  • Anis estrelado
  • Argila cinza

1) Derreta a glicerina em uma panela esmaltada, em fogo baixo.

2) Quando ela estiver líquida, adicione gotas do óleo de amêndoas e duas colheres (café) de cravo. Mexa bem.

3) Coloque nos cubículos das formas de silicone a argila cinza e o anis estrelado.

4) Adicione a glicerina em cada cubículo e espere secar.

5) Retire das formas e use à vontade!

Receita retirada do site Faz Fácil.

Receita 2

Essa receita é para quem quer fazer um sabonete anti-acne.

Os ingredientes necessários são:

  • 100 g de base glicerinada vegetal
  • 1 colher (sopa) de calêndula desidratada
  • 3 ml de extrato glicólico de calêndula
  • 2 gotas de óleo essencial de melaleuca

1) Derreta a base glicerinada em banho-maria.

2) Quando ela estiver totalmente líquida, misture o extrato de calêndula, o óleo de melaleuca e a calêndula desidratada.

3) Mexa todos os ingredientes.

4) Coloque o conteúdo em formas de silicone e deixe secar por 2 horas.

Pronto, você já pode utilizar o seu sabonete!

Receita retirada do site Jardim do Mundo.

Dicas importantes para fazer o sabonete de glicerina

Aqui vão algumas dicas indispensáveis para que o seu sabonete de glicerina saia perfeito. Confira!

  1. Sempre corte a glicerina em pequenos pedaços para derreter.
  2. Utilize uma panela esmaltada. Nunca use recipientes de alumínio.
  3. Trabalhe com o fogo baixo para não queimar a base de glicerina. Caso isso ocorra, o sabonete pode ter um aroma desagradável ou ficar suando constantemente.
  4. Evite produzir os seus sabonetes em locais com muita corrente de ar.
  5. Não leve os sabonetes para geladeira para acelerar o endurecimento. Eles não endurecem com o frio, mas sim pelo próprio processo da massa.
  6. Embale os sabonetes em filme de PVC. Caso formem bolhas de ar entre o filme e o sabonete, fure o filme com a pontinha de uma agulha.
  7. Guarde a base glicerinada que sobrar em um plástico, bem embrulhada, para que ela não desidrate.
  8. Se você for comercializar os sabonetes, coloque a data de fabricação, a data de validade (6 meses) e as propriedades que os compõem.

E então, o que você achou de todas essas ideias, dicas e receitas? Agora que você já sabe como fazer sabonete de glicerina vegetal, é hora de colocar a mão na massa e produzir muitos!

Deixe nos comentários o que você achou dessas dicas, e também qual das receitas você mais gostou.

Veja também:
Como Fazer Sabonete Medicinal com Óleos Essenciais
Sabonete de Carvão: 2 Receitas Simples Para Pele Oleosa

9 Tipos de Argila e Seus Benefícios Para a Pele

Qual a sua rotina de beleza? Você  gosta de se cuidar e deixar sua pele cada dia mais bonita? Se você respondeu sim, saiba que é possível utilizar produtos que a natureza oferece, como as argilas.

A primeira vista, passar argila no rosto e no corpo pode parecer estranho, mas após conhecer os benefícios e os variados tipos de argila você também vai querer testar a que melhor se adéqua ao seu tipo de pele.

Veja também:
Sabonete de Carvão: 2 Receitas Simples Para Pele Oleosa
3 Receitas de Máscaras Faciais Caseiras para Hidratar a Pele no Verão

Pra quê serve cada tipo de argila?

A argila é utilizada no mundo do cosmético, na geoterapia há muitos séculos e até hoje muitas pessoas se aproveitam das suas propriedades que são  cicatrizantes, controle de oleosidade, aumento do colágeno, clareamento de manchas e regeneração da pele, além de serem antissépticas e antimicrobianas.

São vários os tipos de argila e cada uma deve ser utilizada de acordo com a pele para que o resultado seja o melhor possível.

Branca

Essa argila possui o PH mais próximo da pele e por isso é indicada para as peles mais sensíveis e desidratadas. Ela reduz inflamações, e é excelente para clarear a pele e absorver a oleosidade sem que ela fique ressecada.

Preta

Também é conhecida como lama vulcânica e é uma poderosa aliada para evitar o envelhecimento e amenizar manchas. Tem propriedades anti-inflamatórias, absorvente e anti-stress .

Verde

Ideal para peles oleosas, mistas e acneicas. Possui propriedades adstringentes, antibacterianas, promove uma esfoliação leve, reduz a produção de sebo e fecha os poros.

Vermelha

Pode ser utilizada por todas as pessoas e possui propriedades antioxidantes e regeneradoras, combatendo os radicais livres, promovendo a hidratação e absorvendo a oleosidade da pele e cabelo.

Rosa

Combina as argilas vermelhas e brancas, é indicada para as peles mais sensíveis e possui ação cicatrizante e suaviza manchas.

Marrom

Um tipo raro de argila e é ótima para a pele oleosa, promovendo efeito cicatrizante e adstringente. É muito eficaz contra a acne e auxilia no rejuvenescimento da pele.

Cinza

Com alto teor de titânio, esse tipo de argila é um ótimo esfoliante e atua no combate e tratamento de cravos e espinhas. Quando utilizada no cabelo combate a oleosidade.

Roxa

Uma mistura das argilas rosa e marrom, é indicada para peles maduras, secas , sensíveis e também para regiões flácidas, atuando como sintetizador de colágeno.

Amarela

Ativa a circulação do local aplicado, a produção de colágeno e estimula o rejuvenescimento e elasticidade da pele, reduzindo e prevenindo rugas.

Dicas importantes

  • Aplicar sempre na pele limpa e seca;
  • Faça a máscara com água mineral ou chá de camomila;
  • Não aplicar na pele machucada e áreas dos olhos e lábios;
  • Não aplicar cremes hidratantes logo após o uso da máscara;

Deu para ver o poder de cada um dos tipos de argila, não é mesmo? Eles tem benefícios incríveis para cada tipo de pele. Com certeza tem algum que ideal para você incluir na sua rotina de cuidados.

Gostou de conhecer os tipos e os benefícios da argila? Conta para gente qual das argilas você pretende começar a usar. Caso tenha ficado com alguma dúvida, pode perguntar também.

Veja também:
Clareador de Pele Caseiro: 4 Receitinhas Simples e Naturais
6 Receitas Poderosas de Sabonete Esfoliante

19 Modelos de Lembrancinha de Sabonete Para Maternidade

Quando nasce um bebê, nasce uma mãe. Da descoberta da gravidez até o batizado, os momentos mais importantes devem ser eternizados. Você sabia que a lembrancinha de sabonete é a opção perfeita para as pessoas se recordarem das várias etapas da vida de um bebê?

Pois é, os sabonetes decorados são lindos e exalam cheirinhos super agradáveis. Os aromas, pensados para cada ocasião, trazem sensações gostosas, como aconchego, bem estar e alegria.

Para que você possa se inspirar, reunimos aqui 19 modelos de lembrancinha de sabonete, perfeitos para chá de bebê, nascimento e batizado.

Além de conferir ideias lindas, aprenda o processo básico para fazer sabonetes decorados e saiba como fazer a embalagem para deixar o seu sabonete artesanal um verdadeiro mimo.

Veja também:

Como Fazer Óleo de Bebê Caseiro – Perfeito Para Peles Sensíveis

Descubra Quais são os Melhores Óleos Essenciais para a Pele

Lembrancinha de Sabonete: 19 Opções para Maternidade

Confira lindos modelos de lembrancinhas que podem ser usados em ocasiões como: chá de relevação, chá de fraldas, nascimento e batizado. Você verá opções para meninos e meninas.

1. Elefantinhos – mamãe e bebê

Lembrancinha de Sabonete elefantinhos
Fonte: pinterest | emporiocoralina

2. Família de patinhos amarelos

Lembrancinha de Sabonete - patinhos
Fonte: pinterest

3. Patinho

Fonte: pinterest | fezzaromas

4. Ursinho na caixinha com tule

Fonte: studiogiftarts

5. Ursinho na caixinha com mensagem

Fonte: elo7

6. Carneirinho

Fonte: elo7

7. Cartão de agradecimento com pezinho

pezinho de sabonete
Fonte: pinterest

8. Pezinhos de sabonete na caixinha com visor

Fonte: pinterest | mercadolibre

9. Pezinhos na latinha de mint to be

Fonte: elo7

10. lembrancinha para batizado – bebezinho sobre asas

Fonte: elo7

11. Bebê de sabonete – menino e menina

Fonte: elo7

12. Chupeta de sabonete

Fonte: elo7

13. Carrinho de bebê de sabonete

Fonte: pinterest

14. Roupinha de bebê

Fonte: pinterest

15. Sabonete de vestido para nascimento

Fonte: vivianebonaventura

16. Sapatinho de sabonete

Fonte: elo7

17. Nome com cubos de sabonete

Fonte: elo7 | Doce Espuma

18. Balão e nuvens em sabonete

Fonte: elo7

19. Nuvem sorridente

Lembrancinha de Sabonete - chuva de amor
Fonte: Google Imagens

Como fazer lembrancinha de sabonete

Fonte: Artesanato.com | Curso de Saboaria Artesanal

Ingredientes

  • 1 kg de base glicerinada
  • 30 ml de essência
  • Corante cosmético (quantidade necessária)
  • 20 ml de lauril

Passo a passo

1. Corte a glicerina em cubos, coloque em uma panela esmaltada e derreta em um fogão elétrico. A temperatura precisa estar baixa para não queimar a glicerina.

→ Veja aqui como derreter a glicerina para fazer sabonetes

2. Desligue o fogão e adicione a essência, o lauril (espumante), o corante e outras propriedades à sua escolha. Misture sempre que incluir um novo ingrediente.

Dica: Inclua cerca de 50 ml de extrato glicólico na receita caso queira enriquecer o seu sabonete. Mas, nesse caso, o custo será mais alto. 

3. Tampe a panela com um pano limpo e espere as bolhas de sabão abaixarem.

4. Com o sabonete ainda líquido, porém cremoso, despeje-o em fôrmas de acetado ou de silicone.

→ Veja aqui como fazer moldes de silicone para sabonetes. 

5. Espere endurecer, desenforme e embale.

Para ser usado na pele, a validade é de 6 meses. O rendimento varia em relação à capacidade de cada fôrma.

Algumas sugestões de embalagem

Fonte: Artesanato.com | Curso de Saboaria Artesanal

Com os sabonetes prontos, o próximo passo é cuidar da embalagem. Para embalar uma lembrancinha de sabonete você tem várias opções, das mais simples às mais elaboradas.

Inegavelmente, o material mais utilizado ainda é o tule. Além de barata, essa trama furadinha deixa a lembrança com uma aparência bem delicada. Outra embalagem com efeito similar é o saquinho de organza.

Outras opções interessantes são os saquinhos plásticos transparentes (que são bem baratinhos em lojas de artigos para festa), e as caixinhas transparentes (que podem ser de acetato ou de acrílico). Essas embalagens são legais pois preservam o cheirinho do sabonete por mais tempo e mostram toda a beleza do seu produto.

Ha! Não se esqueça das fitas! Para finalizar as embalagens, além de etiquetas e rótulos adesivos, você também pode utilizar fitas variadas, como gorgurão, cetim, organza e rendada.

Com todas essas dicas e inspirações, ficou bem mais fácil fazer lembrancinha de sabonete para agradecer a presença de amigos e familiares na vida do bebê, não é verdade? Deixe um comentário e conte qual modelo de lembrança você está pensando em fazer.

Veja também:

Como Fazer Sabonete com Glitter – Barra de Sereia com Degradê

Sabonete Artesanal em Formato de Picolé – Passo a Passo Simples

Carvão Ativado: Benefícios Para a Pele e Maneiras de Usar

Nos últimos anos, o carvão ativado tornou-se um ingrediente popular nos produtos para cuidados da pele. Mas isso não é tão novidade assim. Afinal, o carvão tem sido usado na medicina e na indústria da beleza há anos.

O carvão vegetal é conhecido por seu poder de retirar e absorver o óleo da pele. Essas características fazem do carvão um ótimo ingrediente para a fabricação de sabonetes medicinais, esfoliantes, máscaras faciais e muito mais!

Quer saber mais sobre esse ingrediente milagroso? Então continue com a gente e saiba como incluir o carvão nos cosméticos e produtos de banho.

Veja também:

4 Cosméticos Naturais Baratos e Fáceis de Fazer

Como Fazer Óleo de Bebê Caseiro – Perfeito Para Peles Sensíveis

O que é carvão ativado?

O carvão ativado é um pó fino, proveniente da queima de insumos naturais, tais como: madeira, folhas, bamboo e fibra de coco. É importe dizer que, nesse processo, são usadas apenas árvores reflorestadas, evitando assim o desmatamento.

Para se tornar “ativado”, o carvão passa por um processo de ativação a vapor de alta temperatura, que aumenta sua área e sua capacidade de absorver e filtrar. Por isso, o carvão ativado é a melhor escolha para uso médico e cosmético.

Carvão ativado: usos e indicações

sabonete de carvao
Fonte: soapqueen

O carvão ativado é especialmente indicado para pele oleosa. Por absorver o óleo e as impurezas, deixa a pele balanceada. Mas, se você tem pele seca, o carvão ativado pode não ser uma boa escolha você – ele pode ressecar sua pele além da conta. Além ser bom a pele, serve também para dar volume aos cabelos, no tratamento de feridas de pele, nos cuidados com os dentes e na filtragem da água.

Confira alguns produtos podem ser feitos com carvão:

  • loção de limpeza;
  • shampoo;
  • esfoliante,
  • sabonete (líquido, barra, espuma);
  • máscara facial;
  • emplasto medicinal para o tratamento de feridas purulentas;
  • sais de banho (solto ou em esfera);
  • creme dental.

Como adicionar carvão nos cosméticos artesanais

Como o carvão é altamente poroso, absorve impurezas, oleosidade, toxinas e até a umidade excessiva da pele. Quer acrescentá-lo nos sabonetes e nas preparações cosméticas, mas não sabe como? Confira algumas dicas!

carvão ativado em água
Fonte: soapqueen

  • É importante dizer que o carvão não se mistura com água. Por isso, uma alternativa melhor é dispersá-lo em óleo ou em algum agente dispersante, como o Polisorbato 80.
  • Ao fazer sabonete do zero, pelo processo a frio, use 1 colher de sopa de álcool isopropílico a 99% para desmanchar 1 colher de chá de carvão.
  • No preparo de sabonetes feitos com base glicerinada, não há qualquer problema em adicionar o carvão no momento do derretimento.
  • Caso você queira adicioná-lo em produtos emulsionados, como cremes e sabonetes de colher, é recomendável fazer um teste primeiro – assim você não corre o risco de perder toda a sua produção.

Como fazer máscara de carvão para pele oleosa

esfoliante de carvão
Fonte: soapqueen

A máscara de carvão pode ser usada até duas vezes por semana. Para fazer a sua em casa, existem duas formas bem simples.

Receita 1

A primeira receita leva carvão em pó, argila e água. Coloque a água aos poucos sobre os outros 2 ingredientes e mexa até atingir uma massa pastosa. Aplique a máscara no rosto e deixe agir até craquelar. Remova a máscara com água, fazendo movimentos suaves e circulares.

Receita 2

Outra opção é misturar carvão em pó, água e alginato, uma substância que forma um gel que endurece em 5 minutos e se solta facilmente da pele. Forme uma pasta com esses ingredientes e aplique na pele. Espere endurecer e puxe, começando pelas extremidades. Retire os resquícios com água corrente ou algodão umedecido com água termal.

Veja também:

Descubra Quais são os Melhores Óleos Essenciais para a Pele

3 Receitas de Cosméticos Naturais Incríveis para Fazer em Casa

5 Erros que Você Comete ao Fazer Sabonetes Artesanais e Não Sabia

Fazer sabonetes artesanais é uma tarefa muito relaxante e terapêutica, não é? Misturar os ingredientes, cores e essências pode ser muito mais prazeroso do que parece. Sem falar que esse trabalho pode render um bom dinheiro no final do mês.

Porém, em muitos casos o sabonete não sai como esperado. Mesmo seguindo a receita à risca, o seu sabonete pode transpirar, não endurecer, ficar sem cheiro ou sem espuma, entre outros probleminhas muito chatos para quem trabalha com isso.

Mas não se desespere ou desista dos seus sabonetes. No post de hoje vamos solucionar todas as suas dúvidas, explicar porquê seu sabonete está dando errado e como resolver todos os problemas. Vamos lá?

Veja também:

Como Fazer Sabonete – Guia Absolutamente Completo para Começar

7 Dicas Para Escolher a Base Glicerinada Perfeita – Confira Para Nunca Mais Errar

5 Erros que Você Comete ao Fazer Sabonetes Artesanais e Não Sabia

Assim como um bolo ou doce, o sabonete artesanal tem uma receita que deve ser seguida à risca. Se você decide fazer qualquer alteração, saiba que isso pode ser determinante para que seu sabonete dê errado.

Outro fator que deve ser considerado é a qualidade dos materiais usados. Por isso, preste muita atenção à composição e a validade antes de colocar qualquer coisa na sua receita.

Agora, pegue papel e caneta para anotar todas as nossas dicas e, com certeza, você nunca mais vai cometer erros que podem arruinar seus sabonetes.

1. Por que o sabonete transpira?

Não existe nada mais chato que terminar um sabonete cheio de expectativas e, depois de endurecido, ele começar a suar, não é? Isso pode acontecer por algumas razões que são bem simples de serem resolvidas. Continue lendo e descubra qual é o erro que você está cometendo.

Fonte: naturalactive

Não derreta em banho maria

Nunca derreta sua glicerina em banho maria. Sim, é bem comum usar esse processo para derreter a base do sabonete, mas ele pode comprometer – e muito – o resultado final da sua receita. Isso porque o vapor da água que aquece a glicerina também enche o produto com pequenas gotinhas de água.

Esse vapor que sobe da panela fica na glicerina, e depois que o sabonete está pronto, ele começa a suar, para expelir toda aquela água que ficou “presa” durante o banho maria.

Como resolver? 

A forma mais recomendada para derreter sua base é o fogão elétrico. Isso porque ele aquece a panela lentamente, evitando que queime ou ferva a receita. Além disso, ele mantém uma temperatura constante, ideal para fazer o sabonete artesanal sem pressa.

Mas não se preocupe em gastar fortunas com esse item. É possível encontrar fogões elétricos de uma boca (que é mais que o suficiente) por até 40 reais. Vale muito a pena o investimento.

Não coloque o sabonete no congelador

A pressa é a inimiga da perfeição, e isso também vale para os sabonetes artesanais. Muitas vezes queremos acelerar os processos e colocar o sabonete no congelador para endurecer mais rápido parece uma boa ideia, não é? Não mesmo!

A geladeira resfria, mas não seca a base do produto. Quando você coloca a fôrma de sabonetes ainda líquidos no freezer, as partículas de água do ar se acumulam por cima do sabonete, que absorve toda aquela água. Por isso é inevitável que ele transpire depois de pronto.

Como resolver?

Retire o sabonete da geladeira e deixe em um ambiente seco com temperatura ambiente. Espere o sabonete suar e seque com um pano seco e limpo. Espere mais um pouco e veja se continua suando. Se ele não transpirar mais, embale imediatamente e guarde em um local seco.

Não deixe a glicerina ferver

Em hipótese alguma deixe a base do sabonete ferver! Isso vai comprometer todo o seu trabalho. Geralmente isso acontece quando usamos o microondas ou o fogão à gás para preparar o sabonete. A glicerina deve ser derretida numa temperatura amena e constante que o fogão elétrico pode proporcionar.

Você tem mania de reaquecer a mesma base várias vezes? Isso também pode fazer o sabonete transpirar. Não tem problema algum esquentar a base antes de enformar, mas quando a quantidade é muito pequena, você pode acabar “fritando” a glicerina.

Como resolver?

Sempre prefira o fogão elétrico para derreter sua glicerina. Além disso, não use panelas de vidro, pois elas produzem vapor que pode fazer o sabonete suar depois de pronto.

Se precisar reaquecer a base, faça isso antes que ela endureça completamente, e procure não derreter várias vezes.

2. Por que o sabonete fica mole?

Outro problema muito comum na saboaria artesanal é o sabonete que não endurece. Esse erro é ainda pior, afinal, qual cliente gostaria de comprar um sabonete mole?

Fonte: sabonete-artesanal

O que acontece nesses casos provavelmente é o excesso de propriedades que você está colocando no seu sabonete. Como você provavelmente já sabe, a glicerina (vegetal ou animal) já é bem macia e oleosa. Ao adicionar manteigas, óleos vegetais ou essenciais para enriquecer o sabonete, você pode deixar a textura fina demais, o que vai impedir que ele endureça.

O mesmo vale para os extratos e essências. As vezes pode parecer uma boa ideia misturar várias essências para criar um aroma próprio, mas é bom saber dosar a quantidade. Para 1kg de base glicerinada, recomenda-se usar de 30ml a 100ml de essência. Por isso, sempre siga a receita para evitar problemas maiores.

Como resolver?

Já se passaram dias e o sabonete ainda não endureceu? Refaça! Pique todo o sabonete em pedacinhos e volte para a panela adicionando mais um pouco de glicerina. Repita todo o processo, mas só adicione as propriedades se realmente achar necessário.

3. Por que o sabonete fica sem cheiro?

As essências que usamos para fazer sabonetes artesanais já contêm elementos que ajudam a fixação do aroma. Por isso, se seu sabonete está ficando sem cheiro, ou perdendo o perfume muito rapidamente, algo de errado está acontecendo no processo.

Uma coisinha simples que ajuda o sabonete a ficar cheiroso por muito mais tempo é a embalagem. O produto não deve ficar muito tempo aberto, exposto ao ar e às variações de temperatura. Por isso, assim que o sabonete estiver pronto, embale devidamente e guarde em um local seco e arejado.

Outra razão da falta de cheiro pode ser a evaporação da essência. No momento em que você derrete a base, o produto está bem quente, e colocar a essência assim que desliga o fogo não é uma boa ideia. O calor vai fazer com que todas as propriedades subam e evaporem.

Como resolver?

Assim que a glicerina estiver completamente derretida, desligue o fogo e cubra a panela com um pano limpo. Deixe a receita descansando por pelo menos 5 minutos, e só então comece a adicionar as propriedades. Isso também vai evitar que o sabonete fique com bolhas de ar.

Leia mais 4 Dicas Infalíveis Para o Cheiro do Sabonete Artesanal Durar Mais.

4. Por que o sabonete fica ressecado?

Esse é outro erro bem comum na produção de sabonetes artesanais. Mas por que o sabonete fica seco e com rachaduras? A resposta é mais simples do que você pensa: microondas!

Isso mesmo! O microondas é o principal responsável pelos sabonetes opacos, secos e quebradiços. Isso porquê o microondas aquece exageradamente a base glicerinada e isso resseca o ingrediente. Assim, quando ele fica pronto não tem aquela aparência suave e brilhante.

Fonte: agaragar

Como resolver?

Fuja do microondas! Não se deixe levar pela praticidade, porque você pode ter um grande prejuízo no fim das contas. O aparelho não aquece a glicerina por igual, e além de ressecar e deixar a base do sabonete sem vida, ela pode ferver facilmente, o que faz o sabonete transpirar.

5. Por que o sabonete não dá espuma?

Um sabonete sem espuma não tem a menor graça, não é? Nada mais gostoso que um banho cheio de aromas e espumas. Mas acontece que às vezes o sabonete artesanal não produz espuma o suficiente e esse é um problema fácil de corrigir.

Um dos fatores que deixa o sabonete sem espuma é o excesso de componentes oleosos. Como a glicerina já possui uma boa quantidade de óleo em sua composição, devemos ter cautela ao adicionar elementos como óleos essenciais, óleos vegetais e manteigas hidratantes.

Como resolver?

O primeiro passo é se atentar para a quantidade de óleo nas suas receitas. E claro, siga as receitas e os passo a passos.

Você também pode adicionar o lauril ao seu sabonete. Ele é um ingrediente muito usado para fazer sabonetes e outros cosméticos bem espumantes. O lauril é um composto derivado do sulfato de sódio com função espumante e desengordurante.

Aqui no blog demos uma receita de lauril caseiro bem simples. Veja aqui.

Outras dicas para não errar no sabonete

1. Não deixe seus sabonetes secando em ambientes úmidos como banheiro ou até a cozinha. Se o clima estiver frio, guarde o sabonete em um local seco e arejado.

2. Sempre cubra o sabonete quando estiver endurecendo.

3. Use apenas ervas desidratadas nos sabonetes. Se não estiverem bem sequinhas, podem mofar e estragar o sabonete.

4. Não use geladeira ou ventilador para acelerar a secagem do produto.

5. Sempre use máscaras e luvas!

6. Use utensílios limpos e secos para manusear os ingredientes, de preferência materiais de silicone ou plástico.

Fonte: tudoaqui

Nesse post, procuramos solucionar as dúvidas mais frequentes que recebemos aqui no blog e também no Curso de Saboaria Artesanal. Você viu que até o maior dos problemas tem solução. Por isso, não desista se seus primeiros sabonetes não dão certo. Basta seguir todas as dicas que demos aqui e seus sabonetes vão ficar lindos!

Conseguiu identificar os erros que estava cometendo? Ficou alguma dúvida? Deixe um comentário pra gente te ajudar!

Veja também:

Tudo que Você Precisa Para Trabalhar com Saboaria Artesanal

Como Trabalhar com Óleos Essenciais – 6 Dicas Para não Errar

como fazer o cheiro do sabonete durar mais

4 Dicas Infalíveis Para o Cheiro do Sabonete Artesanal Durar Mais

Não dá pra negar que o cheiro quase sempre nos faz decidir qual sabonete comprar, não é mesmo? E não poderia ser diferente. Isso porque a hora do banho deve ser relaxante, e um bom aroma deixa tudo ainda mais prazeroso. Por isso, no post de hoje vamos dar 4 dicas para o cheiro do sabonete artesanal durar mais.

Se você trabalha com saboaria artesanal, esse post é ainda mais importante, afinal, seus clientes não querem que o cheirinho do sabonete acabe com poucas vezes de uso. Com nossas dicas você vai aprender como seguir a receita da forma correta, como misturar essências e muito mais. Então vamos lá?

Veja também:

Como Fazer Sabonete – Guia Absolutamente Completo para Começar

Sabonete de Enxofre para Espinhas – Aprenda Como Fazer

Aprenda a fazer o cheiro do sabonete artesanal durar mais

1. Siga a receita à risca

O primeiro passo é com certeza o mais importante, não só para prolongar o cheiro do sabonete, mas também para que ele fique com a textura e consistência certa, e para que ele não sue e não fique quebradiço depois de pronto. Sempre siga a receita à risca. Coloque exatamente a quantidade indicada de produtos e, principalmente, não ignore as indicações técnicas.

Por exemplo, evite ao máximo derreter a glicerina no microondas. O aparelho pode ser muito útil no dia a dia, mas na hora de fazer sabonete artesanal, é melhor deixá-lo de lado. Isso porque o microondas aquece a glicerina exageradamente e de forma desigual. Isso pode fazer com que ela ferva, queime em alguns pontos ou até não derreta inteiramente, o que vai comprometer seriamente o resultado final.

cheiro do sabonete artesanal durar mais
Fonte: ribalych

E essencial que a glicerina seja derretida lentamente no fogão elétrico. A temperatura ideal para derretimento é entre 65ºC e 70ºC. O fogo derrete o material de forma igual e com temperatura constante. E para o cheiro durar mais tempo no sabonete é importante que você não adicione a essência ou o óleo essencial com a base muito quente ou ainda com a panela no fogão.

Isso vai fazer com que a fragrância evapore e o sabonete fique quase sem aroma. O ideal é que você derreta a glicerina cortada em cubos, desligue o fogo e tampe a panela por 5 minutos. Só depois adicione as fragrâncias e corantes misturando bem.

Além de fixar melhor o aroma, esse descanso vai eliminar todas as bolhas de ar que poderiam surgir em seus sabonetes.

2. Dê uma chance para os óleos essenciais

Sim, eles são bem mais caros que as essências artificiais mas tem muito mais propriedades também. Afinal, como os óleos essenciais são extraídos diretamente de flores, plantas, frutas, sementes e raízes e por isso tem funções terapêuticas fitoterápicas poderosas para a saúde da pele.

cheiro do sabonete artesanal durar mais

Por serem mais caros que as essências, muitas pessoas nunca nem pensaram em usar os óleos em suas receitas, mas como são mais densos, não é necessário acrescentar uma grande quantidade à base, se comparado às essências.

Para um sabonete ficar bem cheiroso é ideal colocar 3% do peso da base em óleo. Ou seja, a cada 1kg de base glicerinada você pode adicionar de 10 a 20 gotas de óleo essencial. Mas ao invés de usar de uma só vez a quantidade sugerida, acrescente aos poucos e vá ajustando de acordo com o seu gosto.

3. Misture fragrâncias

Se você não pretende investir nos óleos essenciais, crie fragrâncias misturando essências. Existem diferenças entre os tipos de notas das essências, o que quer dizer que elas têm fixações diferentes. Portanto, é legal misturas essências que combinem para criar aromas mais marcantes.

As notas doces, por exemplo são mais intensas e ajudam o cheiro do sabonete artesanal durar mais. Se você está fazendo um sabonete com outro tipo de fragrância mais leve e quer um cheirinho prolongado, adicionar algumas gotas de essência adocicada pode ser a solução.

cheiro do sabonete artesanal durar mais

Com o tempo você vai aprendendo, conhecendo novos aromas e principalmente vai saber como combinar cheiros para criar perfumes perfeitos para seus sabonetes. Antes de escolher essência usar na receita, abra o frasco e sinta o perfume. Pense em combinações possíveis com aquele cheiro e misture.

Aposte nas combinações:

  • Florais com adocicados
  • Amadeiradas com especiarias
  • Ervas com adocicadas
  • Especiarias, adocicadas e ervas

E não se esqueça de anotar as combinações para não esquecer e poder usar sempre que quiser.

4. Conheça as essências

Nenhuma das dicas anteriores vão funcionar se você não conhecer bem as essências mais comuns para sabonetes. Abaixo fizemos uma breve explicação dos tipos de fragrâncias frutadas, de ervas, florais, adocicadas, marinhas e de especiarias.

Essências frutadas

As essências frutadas tem boa aceitação, afinal, são aromas muito presentes no nosso dia a dia. Dividimos as essências frutadas em dois tipos: doces e cítricas.

Doces

Notas doces, intensas e com fundo frutado: jabuticaba, mamão, manga, maçã, melancia, pêra, pêssego, uva, vinho.

Cítricas

Notas frutadas, cítricas e com fundo doce: tangerina, acerola, carambola, groselha, laranja, limão, kiwi, maçã verde, maracujá, morango, pitanga.

Essências de ervas

As essências de ervas são com certeza as mais procuradas no mercado. São ideais para sabonetes calmantes pois tem um efeito refrescante e terapêutico com um leve fundo adocicado.

Alguns exemplos: alecrim, aloe vera, arruda, menta, chá verde, capim limão, erva doce, eucalipto, capim cidreira, citronela.

Essências florais

As notas florais são as mais tradicionais. Elas são aveludadas e levemente doces. Ideias para sabonetes provence mais sofisticados.

Alguns exemplos: alfazema, algodão, camomila, flor de laranjeira, rosas, calêndula, jasmin, flor de cerejeira.

Essências adocidadas

As notas adocicadas não são as frutadas, como muita gente pensa. Essas essências podem vir das amêndoas, aveia e plantas. São aromas mais pesados, doces, intensos e tem ótima fixação.

Alguns exemplos: amêndoas, aveia, baunilha, castanha, chocolate, nozes, damasco, mel, leite de cabra.

Essências marinhas

As fragrâncias marinhas são ideias para sabonetes de banho. Elas tem aromas leves, frescos e são levemente adocicadas.

Alguns exemplos: algas marinhas, brisa do mar, ozônio.

Essências de especiarias

As notas de especiarias tem aromas de condimentos e dão um toque bem peculiar ao sabonete. Elas são mais picantes, fortes e tem fundo seco. Essas essências são ótimas para misturar com outros aromas porque criar uma sensação de “explosão” do aroma e também ajudam o cheiro do sabonete artesanal durar mais.

Alguns exemplos: anis, canela, cravo, gengibre, nóz moscada, pimenta rosa.

cheiro do sabonete artesanal durar mais

Agora que você já sabe como fazer o cheiro do sabonete artesanal durar mais, aprendeu a combinar aromas para criar perfumes únicos, e descobriu um pouco mais sobre as notas de cada essência, o sucesso dos seus sabonetes é garantido. Seja para presentear, vender ou para perfumar a sua casa.

Se você gostou das dicas, com certeza vai adorar fazer parte do curso de Saboaria Artesanal Lucrativa. Temos aulas de sabonetes provence, frutas tropicais e fitoterápicos. Os cursos são ideal para você que quer aprender a fazer sabonetes sem sair de casa. Vale a pena conhecer.

Veja também:

Aprenda Como Fazer Lauril Caseiro

Receita de Sabonete Hidratante de Manteiga de Karité