5 Erros que Você Comete ao Fazer Sabonetes Artesanais e Não Sabia

Fazer sabonetes artesanais é uma tarefa muito relaxante e terapêutica, não é? Misturar os ingredientes, cores e essências pode ser muito mais prazeroso do que parece. Sem falar que esse trabalho pode render um bom dinheiro no final do mês.

Porém, em muitos casos o sabonete não sai como esperado. Mesmo seguindo a receita à risca, o seu sabonete pode transpirar, não endurecer, ficar sem cheiro ou sem espuma, entre outros probleminhas muito chatos para quem trabalha com isso.

Curso de Saboaria

Mas não se desespere ou desista dos seus sabonetes. No post de hoje vamos solucionar todas as suas dúvidas, explicar porquê seu sabonete está dando errado e como resolver todos os problemas. Vamos lá?

Veja também:

Como Fazer Sabonete – Guia Absolutamente Completo para Começar

7 Dicas Para Escolher a Base Glicerinada Perfeita – Confira Para Nunca Mais Errar

5 Erros que Você Comete ao Fazer Sabonetes Artesanais e Não Sabia

Assim como um bolo ou doce, o sabonete artesanal tem uma receita que deve ser seguida à risca. Se você decide fazer qualquer alteração, saiba que isso pode ser determinante para que seu sabonete dê errado.

Outro fator que deve ser considerado é a qualidade dos materiais usados. Por isso, preste muita atenção à composição e a validade antes de colocar qualquer coisa na sua receita.

Agora, pegue papel e caneta para anotar todas as nossas dicas e, com certeza, você nunca mais vai cometer erros que podem arruinar seus sabonetes.

1. Por que o sabonete transpira?

Não existe nada mais chato que terminar um sabonete cheio de expectativas e, depois de endurecido, ele começar a suar, não é? Isso pode acontecer por algumas razões que são bem simples de serem resolvidas. Continue lendo e descubra qual é o erro que você está cometendo.

Fonte: naturalactive

Não derreta em banho maria

Nunca derreta sua glicerina em banho maria. Sim, é bem comum usar esse processo para derreter a base do sabonete, mas ele pode comprometer – e muito – o resultado final da sua receita. Isso porque o vapor da água que aquece a glicerina também enche o produto com pequenas gotinhas de água.

Esse vapor que sobe da panela fica na glicerina, e depois que o sabonete está pronto, ele começa a suar, para expelir toda aquela água que ficou “presa” durante o banho maria.

Como resolver? 

Curso de Saboaria

A forma mais recomendada para derreter sua base é o fogão elétrico. Isso porque ele aquece a panela lentamente, evitando que queime ou ferva a receita. Além disso, ele mantém uma temperatura constante, ideal para fazer o sabonete artesanal sem pressa.

Mas não se preocupe em gastar fortunas com esse item. É possível encontrar fogões elétricos de uma boca (que é mais que o suficiente) por até 40 reais. Vale muito a pena o investimento.

Não coloque o sabonete no congelador

A pressa é a inimiga da perfeição, e isso também vale para os sabonetes artesanais. Muitas vezes queremos acelerar os processos e colocar o sabonete no congelador para endurecer mais rápido parece uma boa ideia, não é? Não mesmo!

A geladeira resfria, mas não seca a base do produto. Quando você coloca a fôrma de sabonetes ainda líquidos no freezer, as partículas de água do ar se acumulam por cima do sabonete, que absorve toda aquela água. Por isso é inevitável que ele transpire depois de pronto.

Como resolver?

Retire o sabonete da geladeira e deixe em um ambiente seco com temperatura ambiente. Espere o sabonete suar e seque com um pano seco e limpo. Espere mais um pouco e veja se continua suando. Se ele não transpirar mais, embale imediatamente e guarde em um local seco.

Não deixe a glicerina ferver

Em hipótese alguma deixe a base do sabonete ferver! Isso vai comprometer todo o seu trabalho. Geralmente isso acontece quando usamos o microondas ou o fogão à gás para preparar o sabonete. A glicerina deve ser derretida numa temperatura amena e constante que o fogão elétrico pode proporcionar.

Você tem mania de reaquecer a mesma base várias vezes? Isso também pode fazer o sabonete transpirar. Não tem problema algum esquentar a base antes de enformar, mas quando a quantidade é muito pequena, você pode acabar “fritando” a glicerina.

Como resolver?

Sempre prefira o fogão elétrico para derreter sua glicerina. Além disso, não use panelas de vidro, pois elas produzem vapor que pode fazer o sabonete suar depois de pronto.

Curso de Saboaria

Se precisar reaquecer a base, faça isso antes que ela endureça completamente, e procure não derreter várias vezes.

2. Por que o sabonete fica mole?

Outro problema muito comum na saboaria artesanal é o sabonete que não endurece. Esse erro é ainda pior, afinal, qual cliente gostaria de comprar um sabonete mole?

Fonte: sabonete-artesanal

O que acontece nesses casos provavelmente é o excesso de propriedades que você está colocando no seu sabonete. Como você provavelmente já sabe, a glicerina (vegetal ou animal) já é bem macia e oleosa. Ao adicionar manteigas, óleos vegetais ou essenciais para enriquecer o sabonete, você pode deixar a textura fina demais, o que vai impedir que ele endureça.

O mesmo vale para os extratos e essências. As vezes pode parecer uma boa ideia misturar várias essências para criar um aroma próprio, mas é bom saber dosar a quantidade. Para 1kg de base glicerinada, recomenda-se usar de 30ml a 100ml de essência. Por isso, sempre siga a receita para evitar problemas maiores.

Como resolver?

Já se passaram dias e o sabonete ainda não endureceu? Refaça! Pique todo o sabonete em pedacinhos e volte para a panela adicionando mais um pouco de glicerina. Repita todo o processo, mas só adicione as propriedades se realmente achar necessário.

3. Por que o sabonete fica sem cheiro?

As essências que usamos para fazer sabonetes artesanais já contêm elementos que ajudam a fixação do aroma. Por isso, se seu sabonete está ficando sem cheiro, ou perdendo o perfume muito rapidamente, algo de errado está acontecendo no processo.

Uma coisinha simples que ajuda o sabonete a ficar cheiroso por muito mais tempo é a embalagem. O produto não deve ficar muito tempo aberto, exposto ao ar e às variações de temperatura. Por isso, assim que o sabonete estiver pronto, embale devidamente e guarde em um local seco e arejado.

Outra razão da falta de cheiro pode ser a evaporação da essência. No momento em que você derrete a base, o produto está bem quente, e colocar a essência assim que desliga o fogo não é uma boa ideia. O calor vai fazer com que todas as propriedades subam e evaporem.

Como resolver?

Curso de Saboaria

Assim que a glicerina estiver completamente derretida, desligue o fogo e cubra a panela com um pano limpo. Deixe a receita descansando por pelo menos 5 minutos, e só então comece a adicionar as propriedades. Isso também vai evitar que o sabonete fique com bolhas de ar.

Leia mais 4 Dicas Infalíveis Para o Cheiro do Sabonete Artesanal Durar Mais.

4. Por que o sabonete fica ressecado?

Esse é outro erro bem comum na produção de sabonetes artesanais. Mas por que o sabonete fica seco e com rachaduras? A resposta é mais simples do que você pensa: microondas!

Isso mesmo! O microondas é o principal responsável pelos sabonetes opacos, secos e quebradiços. Isso porquê o microondas aquece exageradamente a base glicerinada e isso resseca o ingrediente. Assim, quando ele fica pronto não tem aquela aparência suave e brilhante.

Fonte: agaragar

Como resolver?

Fuja do microondas! Não se deixe levar pela praticidade, porque você pode ter um grande prejuízo no fim das contas. O aparelho não aquece a glicerina por igual, e além de ressecar e deixar a base do sabonete sem vida, ela pode ferver facilmente, o que faz o sabonete transpirar.

5. Por que o sabonete não dá espuma?

Um sabonete sem espuma não tem a menor graça, não é? Nada mais gostoso que um banho cheio de aromas e espumas. Mas acontece que às vezes o sabonete artesanal não produz espuma o suficiente e esse é um problema fácil de corrigir.

Um dos fatores que deixa o sabonete sem espuma é o excesso de componentes oleosos. Como a glicerina já possui uma boa quantidade de óleo em sua composição, devemos ter cautela ao adicionar elementos como óleos essenciais, óleos vegetais e manteigas hidratantes.

Como resolver?

O primeiro passo é se atentar para a quantidade de óleo nas suas receitas. E claro, siga as receitas e os passo a passos.

Curso de Saboaria

Você também pode adicionar o lauril ao seu sabonete. Ele é um ingrediente muito usado para fazer sabonetes e outros cosméticos bem espumantes. O lauril é um composto derivado do sulfato de sódio com função espumante e desengordurante.

Aqui no blog demos uma receita de lauril caseiro bem simples. Veja aqui.

Outras dicas para não errar no sabonete

1. Não deixe seus sabonetes secando em ambientes úmidos como banheiro ou até a cozinha. Se o clima estiver frio, guarde o sabonete em um local seco e arejado.

2. Sempre cubra o sabonete quando estiver endurecendo.

3. Use apenas ervas desidratadas nos sabonetes. Se não estiverem bem sequinhas, podem mofar e estragar o sabonete.

4. Não use geladeira ou ventilador para acelerar a secagem do produto.

5. Sempre use máscaras e luvas!

6. Use utensílios limpos e secos para manusear os ingredientes, de preferência materiais de silicone ou plástico.

Fonte: tudoaqui

Nesse post, procuramos solucionar as dúvidas mais frequentes que recebemos aqui no blog e também no Curso de Saboaria Artesanal. Você viu que até o maior dos problemas tem solução. Por isso, não desista se seus primeiros sabonetes não dão certo. Basta seguir todas as dicas que demos aqui e seus sabonetes vão ficar lindos!

Conseguiu identificar os erros que estava cometendo? Ficou alguma dúvida? Deixe um comentário pra gente te ajudar!

Curso de Saboaria

Veja também:

Tudo que Você Precisa Para Trabalhar com Saboaria Artesanal

Como Trabalhar com Óleos Essenciais – 6 Dicas Para não Errar





Recomendado Para Você:

[relfake id="1"]

Comentários

comentários