6 passos para ganhar dinheiro com cosmeticos naturais

Qual a diferença entre Ácidos e Extratos Glicólicos?

No mundo dos cosméticos é comum que alguns ingredientes tenham nomes parecidos, mas que suas funções sejam totalmente diferentes. É assim com os ácidos glicólicos e extratos glicólicos.

Os dois, estão cada vez mais presentes na vida de quem aprecia um bom cuidado com a pele e também para quem produz cosméticos naturais.

Por isso, para esclarecer tudo e não deixar nenhuma dúvida sobre suas diferenças e funções, é  que preparamos esse artigo citando as diferenças e funções de cada um! Continue a leitura!

Veja também
Hidratação com Óleo de Coco: 4 Maneiras de Usar esse Ingrediente Poderoso na Pele
Conservantes Naturais para Cosméticos: Como Escolher a Melhor Opção?

O que são Ácidos Glicólicos?

Derivado de vegetais doces, como a cana de açúcar, os ácidos glicólicos são incolores e inodoros, assim como a água. Porém, ao contrário da água, esses produtos não podem ser utilizados indiscriminadamente.

Curso de Cosméticos Naturais
6 passos para ganhar dinheiro com cosmeticos naturais

Por ser um ácido, eles podem manchar a pele em contato com o sol ou outro tipo de luz, assim como os óleos essenciais fotossensíveis.

Além de ser recomendado o uso apenas sob orientação médica, pois somente um dermatologista pode indicar a frequência e a quantidade que deve ser utilizada. Algumas peles mais sensíveis podem sofrer irritações, vermelhidão e queimaduras com esse tipo de produto.

Benefícios dos ácidos glicólicos

Mas, se você está liberada ou liberado para utilizá-lo, saiba que eles têm muitas propriedades benéficas:

  • Promove o rejuvenescimento da pele;
  • Remove as células mortas e estimula a renovação celular e a produção de colágeno;
  • Clareia manchas causadas por acne, melasma ou pelo sol;
  • Trata cicatrizes de acne;
  • Deixa a pele mais fina e sedosa;
  • Garante firmeza e maciez à pele;
  • Minimiza os poros dilatados;
  • Prevenir As rugas;
  • Ajuda no tratamento de estrias;
  • Controla a oleosidade da pele;

O que são extratos glicólicos? 

Também são feitos de plantas, porém não da cana de açúcar ou vegetais doces, mas são feitos da extração de folhas, frutas, flores, raízes e sementes com um solvente. Neste processo, são extraídos os ativos da planta, que conferem ao extrato suas propriedades. 

Os extratos glicólicos são utilizados na cosmetologia natural e diluídos em soluções, álcool e tensoativos para serem utilizados em sabonetes, banhos, shampoo e cosméticos. Veja alguns tipos de extratos mais utilizados:

  • Abacate – Indicado para peles secas e ressecadas
  • Alecrim – Indicado para peles oleosas e com acne
  • Babosa – Indicado para peles secas, irritadas, sensíveis, e com acne ou pequenos ferimentos
  • Camomila – Indicado para peles facilmente irritáveis. Possui ação calmante, anti-inflamatória, e cicatrizante.
  • Erva-doce – Indicado para peles oleosas
  • Leite de Cabra – Indicado para peles ressecadas, sensíveis e com problemas alérgicos
  • Pepino – Indicado para peles oleosas e com acne
  • Rosa Mosqueta – Indicado para peles cansadas
Curso de Cosméticos Naturais
6 passos para ganhar dinheiro com cosmeticos naturais

Você já utilizou algum desses produtos? Conhecia as diferenças entre os dois ou não conhecia? Qual você prefere: ácidos glicólicos ou extratos glicólicos? Conte aqui sua experiência com esses produtos e qual foi o melhor para a sua pele! Lembre-se de consultar um dermatologista antes de começar a usar qualquer um dos dois!

Veja também
5 Receitas de Hidratante Caseiro para Cabelo Potentes e Fáceis de Fazer

3 Receitas de Máscaras Faciais Caseiras para Hidratar a Pele no Verão

6 passos para ganhar dinheiro com cosmeticos naturais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *